expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

Translate

terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

Notylia lyrata s. moore

Sinônimos: Nenhum. 

Ocorrência: Brasil, nos estados do Amazonas, Pará, Maranhão, Pernambuco, Minas Gerais, Espírito Santo, São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.


    Foto; Daniel Carvalho Gonçalves


Ambiente: Gosta de ambientes quentes e bastante úmidos. Na natureza é encontrada em grotas profundas ou matas ciliares mais fechadas.

Luminosidade: Prefere lugares mais sombreados. Se cultivada em orquidário deve ser protegida por sombrite 70%.

Características: É uma planta de pequeno porte, com pseudobulbos de cerca de 1,5 cm envolvidos em bainha, acimados por duas folhas verde-claro. Fazem pequenos tufos nas árvores.


    Foto: Evandro Carlos Ferreira dos Santos


Tipo de substrato: O ideal é cultivar em toquinhos de madeira ou palitos de fibra de coco. Não cultive em vasos plásticos, pois, apesar de gostar de ambientes úmidos, não tolera ficar muito tempo molhada.

Regas: Diárias nos dias quentes e de dois em dois dias nos dias frios.

Adubação: Aplicar NPK 20-20-20 ou próximo a isso de 10 em 10 dias.

Floração: Ocorre nos meses de janeiro, fevereiro e março. Sua haste floral surge ao lado dos pseudobulbos, medindo cerca de 7 cm, com flores de cerca de 0,5 cm, que podem variar de 7 a 30 em cada cacho. Toda a flor é de amarelo-palha. Seu cacho é bastante ornamental.

Status ecológico: Sem risco de extinção.

Boa floração para suas orquídeas!


Nenhum comentário: