expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

Translate

quarta-feira, 4 de maio de 2016

Robiquetia cerina

Robiquetia cerina

Sinônimo científico: Saccolabium cerinum.

Origem: Papua, Nova-guiné e Filipinas.

Ambiente: Quente e úmido.


    Foto: Daniel Carvalho Gonçalves


Luminosidade: Meia-sombra. Pode ser cultivada sob árvores ou usando-se telado com proteção de 70%.

Características: É uma orquídea epífita, de crescimento monopodial, raízes aéreas, folhas alternadas, ovaladas, verde-arroxeadas.

Tipo de substrato: Pode ser plantada diretamente em troncos de árvores ou usando-se cachepôs de madeira com uma mistura de fibra de casca de coco com casca de pinho ou peroba.

Regas: Diárias.

Doenças e pragas: É atacada principalmente por doenças fúngicas como a "ferrugem". Corte a parte afetada, isole a planta e trate com fungicida específico, recomendado por um agrônomo.
As principais pragas são as cochonilhas brancas e de carapaça. Use óleo de nim ou inseticida piretroide.



    Foto: Maria do Carmo Silva


Adubação: Deve ser quinzenal, utilizando-se NPK 10-10-10 ou qualquer outro adubo com macronutrientes equilibrados e boa dosagem de micronutrientes como ferro e zinco.

Floração: Ocorre no fim do verão e início do outono. Emite uma haste floral pendente, com cerca de 15 centímetros com flores globulares, com sépalas e pétalas róseas  e centro do labelo com mácula amarelada.

Status ecológico: Corre risco de extinção na natureza.

Abraço orquidófilo!

Nenhum comentário: