expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

Translate

segunda-feira, 18 de março de 2013

Epistephium lucidum

Ambiente: Quente e com boa umidade noturna.


    Foto: Daniel Carvalho Gonçalves


Luminosidade: Intensa, em sol pleno.

Características: É uma planta terrestre, com cerca de 60 cm de altura, folhas cuvinervadas, coreáceas, verde-fosco, com rizoma de crescimento no subsolo. É uma espécie dificílima de ser transplantada, uma vez que suas raízes e rizoma são muito quebradiços.


    Foto: Evandro Carlos Ferreira dos Santos


Tipo de substrato: Terra ácida dos cerrado.

Regas: Sua rega é algo difícil de ser recriada no ambiente de cultivo em vasos, visto ser uma planta que brota na época chuvosa e durante a época seca mantém apenas as raízes e rizoma. Na época seca, mantém-se apenas com a umidade do solo, o que é difícil de reproduzir em cultivo.

Adubação: Usa-se, bem dosado, apenas na fase de brotação, adubo orgânico.


    Foto: Daniel Carvalho Gonçalves


Doenças e pragas: Não se tem conhecimento de doenças nessa espécie, dado o seu raro cultivo. Pode ser atacada por cochonilhas em sua fase de brotação, que pode ser controlado manualmente.

Floração: Floresce entre dezembro e março. Sua flor se parece com a Cattleya labiata, medindo cerca de 12 cm de diâmetro, com sépalas e pétalas rosa-lilacíneo, com labelo rosa com estrias amarelo-claro em seu interior. Aparecem no ápice do caule e se abrem consecutivamente.

Status ecológico: Sem risco de extinção.

Bom cultivo e boa floração!

Nenhum comentário: